Em maio de 2019, durante a 72ª Assembleia Mundial da Saúde, a Organização Mundial da Saúde (OMS) instituiu o dia 17 de setembro como o Dia Mundial da Segurança do Paciente; data que visa disseminar a importância das práticas de segurança nos serviços de saúde. Pautando sua atuação, há 86 anos, no propósito de “cuidar da saúde e melhorar a qualidade de vida das pessoas”, a Fundação José Silveira tem realizado, ao longo desta semana, iniciativas alinhadas com o Plano Global de Ação para a Segurança do Paciente, voltadas aos pacientes, colaboradores e comunidade.

A programação começou no dia 17 e vai até 23, abrangendo as unidades da Fundação José Silveira. A principal finalidade é ampliar a conscientização sobre a necessidade do envolvimento ativo dos pacientes, fortalecimento do ambiente de trabalho saudável aos colaboradores, além de atuação na comunidade disseminando conhecimento acerca de temas de utilidade pública.

“Atuando através da premissa do seu compromisso institucional de governança, responsabilidade ambiental e principalmente social, entre palestras e entrevistas, a Fundação José Silveira tem como objetivo engajar os profissionais e gestores de saúde, pacientes e comunidade, nas políticas e práticas de segurança do paciente, evidenciando a responsabilidade corporativa e fortalecimento do pilar Social dos princípios ESG (Meio ambiente, social e governança)”, declarou Eduarda Carvalho, gerente do Setor de Qualidade, área corporativa da Instituição.