Saúde e Cidadania

“Tirei todas as minhas dúvidas, sem contar com a oportunidade de ter realizado meu exame com muito respeito e segurança. ”

(A.P.S.S., moradora do Calabetão)

“Na prática diária do atendimento às comunidades, as mães relatam as dificuldades de encontrar consultas para o atendimento das crianças para o acompanhamento adequado quanto ao crescimento e desenvolvimento ou nos eventos de alguma doença, buscando, muitas vezes, o atendimento nas urgências e emergências, quando o atendimento é realizado por clínicos em geral. Há relatos de crianças que, aos 5 anos, nunca foram vistas por um pediatra. A identificação de problemas de saúde na criança e no adolescente, como atraso no desenvolvimento de uma saúde plena, pode passar desapercebida por uma profissional que não lida com a especialidade no dia a dia, devido às especificidades de cada faixa etária.”

(Dra. Dolores Fernandez, presidente da Associação Baiana de Pediatria – ABAPE)

“Tive AVC e consegui perder peso, pois estava com 90 kg e hoje estou com 77,1 kg. Isso me ajudou a me movimentar melhor. Antigamente, comia feijão de fato, mocotó e, hoje em dia, não como mais, preferindo arroz e biscoito integral, entre outros alimentosA? melhores para a minha saúde.”

(Sra Ana Lúcia da Silva a?? Núcleo Uruguai)

“Eu estava desorientada e era um jogo de empurra-empurra, pois em todos os órgãos que eu ia, nada conseguia. Eu resolvi minha vida quando fui atendida pela assistente social da Fundação José Silveira. Por meio dela, o CRAS entrou em contato comigo para me ajudar e ajudar meus filhos. Eu agradeço a Deus por ela ter entrado no meu caminho.”

(J.S.B, moradora do bairro do Barbalho)

“Gostei muito da ação, porque aprendi a importância de usar camisinha para não contrair doenças. Aprendi mais sobre o direito de respeitar o outro.”

(I.A.S.M., moradora do bairro de Plataforma)

Depoimentos

Tirei todas as minhas dúvidas, sem contar com a oportunidade de ter realizado meu exame com muito respeito e segurança.

A.P.S.S., moradora do Calabetão

Tive AVC e consegui perder peso, pois estava com 90 kg e hoje estou com 77,1 kg. Isso me ajudou a me movimentar melhor.

Sra Ana Lúcia da Silva Núcleo Uruguai

Eu estava desorientada e era um jogo de empurra-empurra, pois em todos os órgãos que eu ia, nada conseguia. Eu resolvi minha vida quando fui atendida pela assistente social da Fundação José Silveira.

J.S.B, moradora do bairro do Barbalho

Gostei muito da ação, porque aprendi a importância de usar camisinha para não contrair doenças. Aprendi mais sobre o direito de respeitar o outro.

I.A.S.M., moradora do bairro de Plataforma

Seja um doador

Ajude a Fundação José Silveira a continuar transformando vidas. São milhares de pessoas, em situação vulnerável, atendidas gratuitamente em Salvador e no interior da Bahia. Sua doação fortalece nossa obra social e nos auxilia a oferecer atendimento de saúde de qualidade para quem precisa.