Fundação José Silveira

Como unidade referenciada para o combate A? tuberculose, o IBIT notificou 281 pacientes em 2016, que iniciaram tratamento específico para a doença, dos quais 77% tiveram baciloscopias com resultados positivos para Bacilo de Koch (BK), representando grande importância epidemiológica, devido ao risco de contaminação. Em 2016, a previsão de casos de tuberculose para o município de Salvador foi de 2.139 casos. Inserido nessa realidade, o IBIT atendeu 13% dos casos novos notificados, obtendo um índice de cura parcial de 87% e 3,4% de abandono, resultados considerados melhores do que os percentuais preconizados pelo Ministário da Saúde, que recomenda que a cura seja de 85% dos casos diagnosticados, com um abandono aceitável de 5%.

Evolução dos índices de 2011 a 2016

Os indicadores do ano 2016 são parciais, uma vez que, devido ao tempo de tratamento, ainda há pacientes em processo de conclusão da terapêutica.

Das 281 notificações de 2016, 94,7% dos usuários são oriundos dos Distritos Sanitários de Salvador, destacando-se, respectivamente, os seguintes: Barra/Rio Vermelho (35%), Subúrbio Ferroviário (8%) e Cabula/Beiru (11%).A? Dentre os municípios, destaca-se Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, com 20% dos casos notificados.

Em 2016, o IBIT obteve um resultado de 79.824 procedimentos realizados, dos quais 28.346 em forma de gratuidade exclusivamente, com recursos próprios da Fundação José Silveira, e 51.478 no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Demonstrativo dos atendimentos e procedimentos em 2016

Seja um doador

Ajude a Fundação José Silveira a continuar transformando vidas. São milhares de pessoas, em situação vulnerável, atendidas gratuitamente em Salvador e no interior da Bahia. Sua doação fortalece nossa obra social e nos auxilia a oferecer atendimento de saúde de qualidade para quem precisa.