Fundação José Silveira

Importância da estratégia ESG é destaque na abertura da Semana de Meio Ambiente da Fundação José Silveira

Importância da estratégia ESG é destaque na abertura da Semana de Meio Ambiente da Fundação José Silveira

Compreender como as ações individuais impactam no futuro do planeta e como a consciência coletiva é essencial para transformar as práticas corporativas em ações sustentáveis. Estes foram alguns dos pontos abordados no evento de abertura da Semana de Meio Ambiente da Fundação José Silveira (FJS), realizado na tarde desta segunda-feira (06), na sede da instituição.

Inicialmente, Laura Queiroz, gerente administrativa da FJS, além de apresentar os integrantes da equipe multidisciplinar que compõe a Comissão Técnica de Gestão Ambiental (CTGA), a qual preside, convocou a todos os colaboradores da instituição a participarem da intensa programação de atividades da Semana do Meio Ambiente, que contará com atividades não só na capital, mas nas unidades da Fundação José Silveira do interior da Bahia.

Em seguida, Leila Brito, gestora do Núcleo de Desenvolvimento Estratégico, Assistencial e Inovação, destacou a relevância da estratégia ESG, que vem a ser um parâmetro para medir o quanto uma Instituição promove as melhores práticas ambientais, sociais e de governança para ser sustentável. “Ampliamos o nosso olhar e colocamos a sustentabilidade no centro das nossas ações. ESG é a própria sustentabilidade, é entender os impactos positivos e negativos que a ação de cada indivíduo pode causar e agir sobre eles. Precisamos fazer isso por propósito e esse é um movimento que precisa de todos, não como uma ação apenas da liderança”, afirmou Leila, que ainda emocionou os presentes ao narrar a história real de uma vítima das chuvas na Bahia, estimulando a reflexão acerca da necessidade da mudança do comportamento coletivo para garantir a sustentabilidade do planeta.

Por fim, Lívia Passos, técnica de enfermagem convidada, falou sobre a sua trajetória desde a ideia inicial de reciclar resíduos hospitalares, ao início do projeto de ressignificá-los, transformando este material em arte. “Esse é meu propósito, conscientizar para que a gente pense nas nossas escolhas, de que forma a gente consome, porque só o fato de a gente existir, a gente gera resíduo. A arte veio como forma de comunicação, era a forma como eu tinha de sensibilizar as pessoas: colocar o desuso em uso, com um novo olhar, pois a gente vê tudo como lixo”, revelou a artista.

Após o evento de abertura, os convidados seguiram para a exposição assinada por Lívia, no lounge da Ruy Simões (no primeiro andar do Instituto Brasileiro para Investigação de Tuberculose – IBIT), que permanecerá aberta à visitação durante toda a semana. A programação da Semana do Meio Ambiente da Fundação José Silveira contará ainda com a realização de palestra, sessão de cinema, oficina de artesanato, coleta de resíduos, pit stop de jogos recicláveis, ensaio aberto do coral, oficinas itinerantes, troca de lâmpadas e a Caminhada Viver Mais (que será realizada no sábado, dia 11, e terá concentração às 7h30, em frente ao Hospital Santo Amaro).

Seja um doador

Ajude a Fundação José Silveira a continuar transformando vidas. São milhares de pessoas, em situação vulnerável, atendidas gratuitamente em Salvador e no interior da Bahia. Sua doação fortalece nossa obra social e nos auxilia a oferecer atendimento de saúde de qualidade para quem precisa.