O Hospital Maternidade Clélia Rebouças inicia um novo ciclo de gestão, a partir do acordo de cooperação técnica firmado no último sábado (1º de junho) entre a Prefeitura de Mutuípe e a Fundação José Silveira (FJS), que assumiu a administração da unidade. O contrato prevê ações e investimentos voltados à otimização gerencial e à renovação da estrutura e dos serviços, com foco na melhoria da qualidade do atendimento prestado à população. “Nos seus 76 anos, a Fundação projetou-se mundialmente pela obra do seu fundador, o Professor José Silveira, e tornou-se referência nacional pela qualidade do trabalho que desenvolve nas áreas da saúde e da assistência social”, afirmou o médico Silvio Vasconcelos, gerente técnico da Unidade de Saúde, que assinou o contrato do acordo, como representante da superintendente da FJS, Leila Brito.

“O Hospital vinha enfrentando uma crise, com as portas abertas em situação de dificuldade, e agora vivencia uma nova fase, com a expectativa de modernização e melhoria de serviços sob a gestão da Fundação José Silveira”, salientou o prefeito de Mutuípe, Luiz Carlos Cardoso da Silva, mais conhecido como Carlinhos (PT), no ato de assinatura do contrato. Presente do evento, o prefeito de Laje, Emiran Feitosa, destacou o acordo com a FJS, que integra um conjunto de medidas articuladas pelo governo estadual, através da Secretaria de Saúde (Sesab), para o fortalecimento da assistência à população no Vale do Jiquiriçá. “Com este iniciativa, toda a região é beneficiada, pois teremos um hospital melhor estruturado para atender a demanda”, enfatizou o prefeito de Laje, que prestigiou o evento, junto com a secretária de Saúde do município, Lúcia Lian.

Guinada gerencial
O superintendente de Gestão dos Sistemas de Regulação da Atenção à Saúde da Sesab, Andrés Alonso, representante do secretário Jorge Solla, comentou sua satisfação com a celebração do contrato com a FJS voltado à otimização da gestão hospitalar. “Tenho a honra ter atuado nesse hospital, onde convivi com uma equipe dedicada e testemunhei momentos difíceis, portanto é uma alegria acompanhar o início de uma nova fase sob a administração competente da Fundação José Silveira”, disse Alonso. Ele revelou a intenção da Sesab de criar unidades de referência no Vale do Jiquiriça, com Ubaíra voltada às cirurgias gerais, Laje na área de cirurgias ortopédicas e Mutuípe com ênfase do atendimento materno-infantil e neonatal. Na ocasião, foi feita uma menção em homenagem ao médico Divaldo Brandão, que ficou bastante emocionado pelo reconhecimento público da sua carreira de mais de 50 anos de trabalho em Mutuípe.

Para coroar o momento histórico para a população de Mutuípe, com a guinada gerencial da unidade hospitalar, o deputado federal Antonio Brito, presidente da Confederação Internacional das Misericórdias, falou sobre a importância de valorização do SUS. “Quando há uma mobilização de esforços para garantir o funcionamento de uma instituição importante como o Hospital Clélia Rebouças, estamos beneficiando diretamente uma população que carece de uma assistência digna e de qualidade”, afirmou. Bastante aplaudido pelos presentes, Brito reafirmou seu compromisso de fortalecer o setor que atende os cidadãos em situação de maior vulnerabilidade social.