O dia 4 de dezembro reforça a história de luta do Instituto Brasileiro para Investigação da Tuberculose (IBIT). Há 76 anos atendendo a comunidade de Salvador, no que diz respeito ao diagnóstico e tratamento da doença, a instituição preparou uma semana especial de atividades voltadas ao Dia Municipal de Combate à Tuberculose. Na abertura do evento foi promovido um bate-papo com orientações sobre as causas da patologia, formas de tratamento, cuidados com a alimentação, direitos do paciente e benefícios sociais, além da interação entre colaboradores, pacientes e familiares, através de um café da manhã.

De acordo com a assistente social do IBIT, Sheila Paranhos, “o café é uma boa oportunidade para os colaboradores interagirem com os pacientes fora dos consultórios”. Durante a palestra sobre alimentação saudável, os pacientes ficaram muito à vontade para tirar dúvidas e participar da preparação de sucos. É por esse cuidado com essas pessoas, que o Instituto é referência no controle da tuberculose. Com elevadas taxas de cura e de adesão ao tratamento, “as ações foram intensificadas ainda mais em 2013, tanto na instituição quanto nos bairros mais carentes, superando o número de pacientes em tratamento em relação ao ano passado”, afirmou Sheila.

Além das atividades no IBIT, também foram realizadas palestras nas comunidades do Calabar e do Rio Sena, com rodas de conversa para reforçar os cuidados com a saúde e a importância de cumprir, rigorosamente, o período do tratamento, que dura seis meses.